News and Events

Fraunhofer Portugal Prize to PhD from FCUP

The Fraunhofer Portugal Challenge was mentioned on the UP news website, as its 1st PhD prize was attributed to a former student from UP Faculty of Sciences. You can read the full text (in PT) here:

Prémio Fraunhofer para doutorada pela FCUP

Ana Ferreira, doutorada pela Faculdade de Ciências da Universidade do Porto, venceu o primeiro prémio do Fraunhofer Portugal Challenge - categoria doutoramento - concurso de ideias lançado este ano pelo Fraunhofer AICOS, dirigido a estudantes e investigadores de universidades portuguesas, das áreas das TIC (Tecnologias da Informação e Comunicação), Multimédia e Interacção Homem-Computador. Pedia-se aos concorrentes que apresentassem uma ideia, baseada numa tese de mestrado ou doutoramento recente, que obedecesse ao espírito e filosofia do Fraunhofer AICOS: “Investigação de Utilidade Prática”. O FhP AICOS, ou Centro de Pesquisa para Soluções de Informação e Comunicação Assistiva, é o instituto de investigação da Fraunhofer Portugal, a funcionar em instalações da Universidade do Porto no Campo Alegre.

Das várias candidaturas, chegadas de universidades de todo o país, foram seleccionados os 5 finalistas (3 na categoria de Mestrado e 2 na de Doutoramento), que apresentaram publicamente as suas ideias no evento de encerramento, no Círculo Universitário do Porto. As ideias foram analisadas pelo júri do concurso e por um painel de especialistas, que avaliou o potencial e a inovação de cada uma delas e atribuiu a classificação final nas duas categorias a concurso.

A atribuição dos prémios decorreu a 1 de Outubro, no Círculo Universitário do Porto. Este evento de encerramento do concurso contou com a presença de José Novais Barbosa, presidente da UPTEC, e de Thomas Luckenbach, do Fraunhofer FOKUS, e Dirk Elias, director do Fraunhofer Portugal.

Ana Ferreira propõe um novo modelo de acesso à informação por parte dos profissionais de saúde, que garante maior flexibilidade e segurança. Este sistema, em situações de emergência, permite aos profissionais de saúde aceder a informação que normalmente lhes está vedada, permitindo poupar tempo que pode ser precioso. O modelo traz claras vantagens para médicos, enfermeiros e pacientes. Ao primeiro classificado na categoria de doutoramento, correspondeu um prémio pecuniário de 3.000 euros.

O segundo lugar, nesta mesma categoria, foi atribuído a Gabriel Fernandes (Universidade de Coimbra / Instituto de Telecomunicações). Na categoria de mestrado, o primeiro lugar, com um prémio de 2.000 euros, foi atribuído a Augusto Esteves (Universidade da Madeira); o segundo a David Navalho (Universidade Nova de Lisboa); e o terceiro a Rui Marinho (Universidade do Minho).

 

Source: 04.10.2010, Universidade do Porto