News and Events

The biggest European network in applied research will set up in Portugal

Fraunhofer Portugal was mentioned on the news regarding the ‘Memorandum of Understanding’ signed between the Portuguese State and Fraunhofer-Gesellschaft. You can read the full news (in PT) here:

Maior rede europeia de investigação aplicada instala-se em Portugal

400 Milhões de euros foram investidos pelas empresas portuguesas em investigação e desenvolvimento durante 2005.

O Estado português assinou ontem, no Porto, um "memorando de cooperação" com a Sociedade Fraunhofer, anunciada como a maior organização europeia de laboratórios de investigação aplicada.

O acordo prevê a instalação de um Instituto Fraunhofer em Portugal - o primeiro fora da Alemanha, onde existem 56 - e a realização de uma série de projectos de colaboração com empresas portuguesas.

A cerimónia serviu ainda para a apresentação de alguns dos 100 "negócios" de base tecnológica, criados nos últimos dois anos com o apoio da Agência de Inovação, e anunciar algumas iniciativas do programa Ciência Valor, como o apoio ao registo internacional de patentes.

Logística, indústria automóvel e aeronáutica, biotecnologia e nanotecnologia são algumas das áreas de investimento do futuro Instituto Fraunhofer em Portugal.

Segundo adiantou ao PÚBLICO José Encarnação, responsável da sociedade alemã e principal impulsionador do projecto, a instalação deverá acontecer no início de 2008 e, possivelmente, no Norte do país.

A aposta em Portugal para a instalação do primeiro instituto da sociedade fora da Alemanha, segundo argumentou, explica-se pela sua influência pessoal no processo, mas também pela "boa reputação ao nível dos seus cientistas, investigação e da qualidade de brainware" dos portugueses.

O acordo foi assinado pela Fundação para a Ciência e Tecnologia, a Agência para a Sociedade do Conhecimento e a Sociedade Fraunhofer, e reconhecido pelo ministro da Ciência e Ensino Superior, Mariano Gago, e pelo secretário de Estado alemão para a Educação e Investigação, Frieder Meyer-Krahmer.

 

Source: 19.04.2007, Jornal Público